Conheça mais sobre a Digitalização na saúde, incluindo a sua importância e como a LGPD é fator impactante.

transformação digital já é uma realidade na saúde. Tecnologias inovadoras surgem com frequência crescente e isso está revolucionando o trabalho dos profissionais do setor. O que nem todo mundo percebe é que a digitalização é um dos pilares dessa nova era.

Mas, afinal, qual o impacto disso em nossas rotinas de trabalho? Criamos este conteúdo completo para mostrar tudo o que você deve saber sobre a digitalização na saúde. Confira!

Digitalização na saúde: o que é? 

Na área da saúde, a digitalização alcança uma série de atividades e documentos utilizados pelos profissionais no dia a dia. Para exemplificar a questão, podemos citar a telemedicina. Na prática, é um formato de atendimento virtual, geralmente utilizado para consultas básicas e diagnósticos mais simples.

Essa tecnologia permitiu expandir os serviços de saúde a regiões de difícil acesso e populações menores. Contudo, essa não é a única maneira de digitalizar as atividades do setor. Um ponto que costuma se destacar é justamente o uso de documentos.

A ideia é bastante simples: substituir o papel por um registro eletrônico de informações. Seja um prontuário médico, seja o resultado de um exame, a questão é que a digitalização otimizou uma série de processos e trouxe diversos benefícios para o setor.

O entendimento da importância que essa tendência tem atualmente para o setor é um ponto muito importante para a inovação. Hospitais, clínicas e até mesmo operadoras de planos de saúde precisam se adaptar para não perder espaço. Confira os principais motivos.

Qual a importância das soluções paperless?

As chamadas soluções paperless (sem papel) permitem que as equipes médicas deixem de depender de prontuários impressos. O primeiro grande impacto é justamente financeiro. Com menos impressoras e papel, é possível alcançar uma redução de gastos significativa.

Somado a isso, a própria rotina das equipes é otimizada. A visualização dos prontuários, por exemplo, se torna muito mais ágil e prático. Basta acessar a plataforma em um computador, tablet ou smartphone para checar as informações do paciente.

A tramitação também é mais simples. O tempo gasto entre pegar o resultado de um exame na clínica e levar até um médico em outro local, por exemplo, é drasticamente reduzido, já que pode ser feita via internet.

Para complementar, os médicos passam a contar com um volume maior de informações para tomarem decisões com mais embasamento. Todo o histórico do paciente é centralizado em um único local, abandonando o cenário em que os documentos ficavam espalhados.

O resultado é que quem tira proveito dessas tecnologias tem um desempenho muito melhor. O próprio tempo para o atendimento pode ser reduzido, o que é perceptível para o usuário. E se tem algo que representa um diferencial para o médico é a satisfação dos pacientes atendidos.

Não é à toa que mesmo o setor público tem investido alto na digitalização da saúde. Vale destacar que os benefícios das soluções paperless impactam também o meio ambiente, promovendo a sustentabilidade em uma atividade essencial da nossa sociedade.

Um ponto que merece atenção, no entanto, é a relação da digitalização com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que já entrou em vigor.

Como a LGPD impacta os processos de digitalização na saúde?

Além do Código de Ética Médica, que garante o sigilo do paciente e de todas as comunicações que ele tem com equipes de saúde, o setor agora é coberto também pela LGPD. Grosso modo, essa lei estabelece algumas responsabilidades que toda instituição deve ter ao lidar com dados dos cidadãos.

No caso da saúde, a LGPD funciona como um mecanismo adicional que garante o anonimato dos pacientes para aqueles que não façam parte da equipe médica e da gestão. Em outras palavras, informações pessoais e questões de saúde ficam protegidas com base em critérios ainda mais rígidos.

É interessante notar que a digitalização facilita esse processo. O motivo é simples: com todos os documentos centralizados no ambiente virtual, fica mais fácil fazer a gestão desse material e evitar vazamentos, extravios, perdas, acesso indevido etc.

Vale lembrar que a LGPD exige, por exemplo, que os titulares dos dados forneçam seu consentimento explícito para armazenamento e uso dessas informações. A lei estabelece que dados de saúde são considerados “sensíveis”, o que significa cuidado adicional na gestão desse material.

Assim, é possível contar com parâmetros mais detalhados para centralizar os dados e otimizar processos ao longo de toda a jornada do paciente. Da entrada no ambiente hospitalar até o fim do tratamento, o monitoramento é mais ágil e as decisões são tomadas com base em dados confiáveis.

Quer contar com a digitalização? Então, confira as soluções da Office Total!

Para promover a digitalização com eficiência, é importante contar com o apoio de especialistas em transformação digital na saúde — como é o caso da Office Total. Com mais de 25 anos de experiência no setor, a empresa integra tecnologia a nível nacional para impulsionar os projetos dos seus parceiros.

A digitalização é um bom exemplo disso. A Office Total conta com uma solução específica para quem quer reduzir custos e otimizar seus processos operacionais. Além de uma tecnologia de ponta, você tem à disposição um suporte de alto nível para tirar suas dúvidas e solucionar eventuais problemas.

Somado a isso, é oferecido um serviço personalizado para atender às demandas específicas de cada organização. Você pode contar com a própria OT, por exemplo, ou optar por um Bureau de digitalização nas instalações de sua empresa.

Caso queira guardar documentos físicos sensíveis, há também um espaço seguro para isso. Em suma, sua equipe encontra os documentos com mais agilidade, tem backups garantidos com as versões anteriores dos documentos e conta com a segurança que só um grande nome do mercado pode oferecer.

Então, se você quer promover a digitalização das suas atividades dentro dos padrões da LGPD, fale com quem é especialista no assunto. Em pouco tempo, os resultados positivos serão notados!

Quer entender melhor como a digitalização pode ser feita no contexto específico em que você trabalha? Então agende uma conversa com um de nossos especialistas!