O home office faz parte da nova realidade de milhões de brasileiros e algumas dicas podem tornar essa rotina ainda mais eficiente e produtiva.

Com a crise de saúde pública que atingiu o mundo em 2020, vários processos foram modificados, seja no âmbito pessoal ou profissional. Entre as atividades que se intensificaram de forma exponencial, está a utilização do home office como forma e local de trabalho das empresas. Com o distanciamento social e a necessidade de manter os negócios funcionando, a solução foi o trabalho de casa.

Como tudo se deu de forma repentina, não houve tempo para que pessoas, e mesmo as empresas, se organizassem para lidar com este novo esquema. Aos poucos, pela necessidade, as adaptações foram acontecendo, mas é importante sempre buscar aprender mais sobre como realizar os trabalhos de casa da melhor forma possível.

Por isso, neste texto abordaremos quais os pontos a serem observados para que o home office seja feito de forma mais eficiente, garantindo também maior produtividade do profissional em questão.

Leia também:

Preparação para o dia de trabalho

O primeiro passo é a preparação para um novo dia de trabalho. Mesmo sem sair de casa, é fundamental que os profissionais sigam uma rotina para que a mente entenda a necessidade de acordar e estar pronta para ser produtiva. Por isso, é importante que os hábitos se mantenham. Acordar, tomar um banho, o café da manhã e seguir todos os passos. A única diferença é que o funcionário trabalhará de casa.

Seguindo essa rotina, o cérebro entende que é hora de trabalhar. Acordar em cima da hora, sentar de pijama e ligar o computador, certamente passará outra mensagem, mesmo que inconscientemente.

Antes de seguirmos falando sobre o assunto, convidamos você a ler outros textos de nosso blog. Assim, você poderá se manter atualizado sobre diversos temas relevantes.

Acompanhamento das metas e funções daquele dia

Outro detalhe fundamental na manutenção do funcionamento eficiente durante o home office é ter as metas e a agenda de objetivos para o dia bem definidas, ter anotadas as reuniões que serão feitas por videochamada, etc. Isso porque, em casa, há sempre distrações, há o contato com familiares, bichos de estimação em alguns casos e, assim, fica muito mais fácil se distrair.

Por isso, ter bem definido o que precisa ser feito naquele dia estimula o cérebro a não relaxar, a não deixar funções que devem ser cumpridas para outra hora. Ou seja, também faz parte do checklist a ideia de estar sempre se cobrando para manter a concentração. Obviamente, com toda a família em casa, é possível que você precise fazer algo extra durante a hora de trabalho, mas isso pode ser feito sem perda exagerada de tempo e, principalmente, sem queda de efetividade.

Ambiente isolado para simular um escritório

Por fim, é igualmente importante escolher um local ideal para o trabalho. O sofá da sala, com a TV ligada, certamente não é uma opção que se assemelha ao escritório. Portanto, para concluir uma preparação perfeita, é fundamental que o profissional encontre um ambiente em casa no qual seja possível colocar uma mesa, uma cadeira, espaço para o computador e outras ferramentas necessárias, etc.

Com esses passos, chega-se o mais perto possível de um ambiente de trabalho sério e concentrado, parte essencial de um rendimento alto, mantendo a eficiência nas funções profissionais. Se o home office veio para ficar, torna-se parte integrante do trabalho ter um checklist pronto para manter a eficácia nos níveis mais altos, para que o funcionário possa mostrar toda sua capacidade e valor à empresa.