Vários hospitais já estão seguindo a nova prática de digitalizar formulários para que tenham acesso ao formato eletrônico, porém muitos outros ainda precisam implementar este novo recurso.

O prontuário médico é um dos documentos mais importante da área da saúde, pois contém todo o histórico do paciente, desde sua internação até o momento da alta hospitalar. A maior parte dos prontuários ainda é armazenada em papéis impressos. Porém, esta prática está passando por uma transformação, onde formatos físicos estão sendo trocados por arquivos digitais.

Essa mudança está sendo implementada visto que o volume de utilização do papel físico é gigantesco nesta área, o que gera dificuldade de acesso, manuseio, identificação e altos gastos.

Segundo uma pesquisa da ABCIS (Associação Brasileira CIO Saúde), um hospital de 100 leitos gera aproximadamente 5 mil folhas impressas de prontuário por dia, o que soma 1.800.000 folhas por ano. Um hospital maior pode gerar o dobro disso.

Vários hospitais já estão seguindo a nova prática de digitalizar formulários para que tenham acesso ao formato eletrônico, porém muitos outros ainda precisam implementarem este novo recurso. Diferentemente de antigamente, a nova Lei 13.787/2018 permite que prontuários impressos sejam descartados, podendo ser trocados por suas cópias digitais.

Quais são os benefícios?

Além de uma melhor organização, os prontuários digitais oferecem melhor gerenciamento de pesquisa e manuseio. Encontrar a ficha de um paciente no sistema de gestão documental inteligente é muito mais simples e rápido do que procurar em pilhas de papéis impressos. Além disso, outra vantagem que o digital tem em cima do físico, é a durabilidade e a segurança do arquivo. O sistema de gestão documental eletrônico tem um alto nível de proteção para que os arquivos não sejam vazados, danificados ou perdidos, diferentemente de um papel impresso que, além do desgaste natural, corre o risco de ser extraviado.

Além da acessibilidade e segurança, vale lembrar que a implementação de gestão documental na clínica ou hospital reduz bruscamente os custos de manipulação e impressão dos documentos físicos, o que é vantajoso para a empresa como um todo.

Prontuários digitais e de forma remota

Além de otimizar a gestão documental transformando os prontuários físicos em digitais, outra prática essencial que otimiza seu trabalho na área da saúde é a telemedicina, que proporciona atendimentos a distância que podem oferecer emissão e leituras de laudos médicos aos pacientes. Para saber mais como funciona esta ferramenta, entre em contato com nossa equipe de soluções da Office Total e conheça todos os nossos serviços. Garantimos melhoria e eficácia no seu dia a dia de trabalho!