Após o período pós-pandemia, 66,3% dos profissionais brasileiros afirmam em pesquisa que preferem  trabalhos que os permitam executar suas funções a distância. Com isso, surge a opção do remote first.

Não há dúvidas de que o trabalho remoto deve fazer parte da cultura das empresas daqui para frente, afinal, a nossa sociedade passou por uma transformação que nos inseriu a força na modalidade de trabalho à distância.

E mesmo no cenário de incertezas e inseguranças do período, a possibilidade de trabalhar em casa agradou os brasileiros, conforme a pesquisa da Page Outsourcing mostrou.

Portanto, este é o momento das empresas olharem para os desejos de seus colaboradores e começarem a pensar em estratégias para se adaptarem totalmente a esse novo modo de trabalhar.

Com isso, vem o remote first, que apresentamos hoje neste artigo. Se trata de um modelo de trabalho em que a preferência é trabalhar de longe, mas ainda sim com chances de ir ao escritório.

Ficou curioso para saber como ele funciona? Então siga a leitura com a gente que te explicamos tudo!

O que é o remote first?

O remote first é uma forma de trabalho em que organizações dão preferência pelo modelo de trabalho à distância, mesmo tendo uma sede física em que os colaboradores possam trabalhar.

Assim, os colaboradores vão ao escritório apenas quando são solicitados em eventos presenciais, enquanto cargos de chefia e liderança ficam presentes nas sedes com mais frequência, para coordenar melhor o negócio.

Muitas empresas já tiveram a experiência de implementar o remote first na pandemia, logo, tiveram a oportunidade de ver na prática quais os seus benefícios e desafios.

Neste contexto, ficou claro que essa forma de trabalho muda a rotina de todos, muitas vezes a deixando mais flexível e impactando na cultura organizacional, pois exige-se novas formas de fazer a comunicação entre colaboradores, seja para repassar atualizações ou novas tarefas.

Quer implementar o remote first e o aluguel de equipamentos em sua empresa? Então conheça os serviços da Office Total.

Como funciona o remote fist na prática?

guia trabalho remoto

Na prática, o remote first funciona com o trabalho remoto sendo a principal opção para os colaboradores de uma empresa.

Portanto, a prioridade é que os profissionais trabalhem em suas casas ou locais que acharem mais conveniente, como cafés, coworkings e afins.

Além do mais, se for do interesse do colaborador, ele pode seguir trabalhando com mais frequência no escritório.

Então, neste formato, as empresas têm uma sede ou escritório sim, disponível para seus profissionais sempre que eles tiverem interesse.

Qual é a diferença entre remote first e home office?

A diferença entre remote first e home office está no fato de que na segunda opção, somente algumas áreas da empresa podem trabalhar à distância e outras não.

Além do mais, o home office é um modelo mais híbrido, em que em dias determinados pela empresa os colaboradores podem trabalhar em casa e em outros dias devem estar obrigatoriamente presencialmente.

Já com o remote first, todos os colaboradores, de todas as áreas, são livres para trabalhar remotamente, escolhendo quais os dias que preferem ir ao escritório e quais os dias preferem trabalhar à distância.

Portanto, no remote-first o trabalho remoto é um padrão e uma prioridade, com o escritório físico disponível apenas para quando for preciso.

Vantagens do remote first

As vantagens do remote first vão desde o aumento na produtividade dos colaboradores e redução de custos para a empresa, até um aumento na retenção de talentos e recrutamento mais amplo.

Na sequência, entramos em detalhes sobre cada uma dessas vantagens. Acompanhe!

Aumento na produtividade

A produtividade é impactada positivamente com o trabalho remoto, pois o colaborador tem autonomia para organizar a sua própria rotina, otimizar o seu tempo, trabalhar com mais liberdade e ficar perto da família.

Tudo isso resulta em mais motivação para fazer as suas tarefas!

E para que esses benefícios sigam resultando em um aumento da produtividade, a nossa dica é adotar na cultura da empresa alguns aplicativos de gestão de tarefas e de tempo trabalhado. 

Redução de custos

Os custos automaticamente diminuem com a adoção do remote first, pois muitos gastos podem ser cortados com esse modelo de trabalho.

Um desses gastos que destacamos é o vale transporte, afinal de contas, os trabalhadores não têm a necessidade de se locomoverem até a empresa todos os dias.

A organização também consegue diminuir custos com aluguel, água, luz, redes de internet e manutenções do espaço físico.

Melhoria na retenção de talentos

Como falamos no começo deste artigo, 66,3% dos profissionais que experimentaram um modelo de trabalho remoto durante a pandemia da Covid-19, gostariam de seguir com ele mesmo depois do encerramento da pandemia.

Isso porque o remote first permite que os colaboradores tenham uma qualidade de vida melhor, possibilitando que fiquem mais perto da família, que evitem o estresse do trânsito diariamente para chegar ao trabalho, que aproveitem melhor as pausas de trabalho e afins.

Logo, muitos talentos preferem ficar em empresas que adotam esse modelo de trabalho, então, se você é uma dessas empresas, sem dúvidas os seus talentos irão preferir você aos concorrentes, por exemplo.

Recrutamento amplo

Já imaginou recrutar talentos de todo o país para a sua organização?

Com o remote first isso pode se tornar real, afinal, você não se limita mais pela cidade em que a sua empresa tem sede.

Desta forma, pode fazer contratações de ótimos profissionais que moram em outras cidades e podem agregar muito ao seu negócio!

Como adotar o formato remote first na sua empresa? 3 dicas especiais!

remote friendly

Tenha uma comunicação transparente com os colaboradores

As dificuldades na comunicação são uma das grandes reclamações do trabalho remoto e que você precisa treinar com os seus colaboradores antes de adotar esse tipo de trabalho.

Aqui, a adoção da comunicação assíncrona na cultura organizacional é fundamental, pois se trata da comunicação que não é feita em tempo real.

Ou seja, quando mensagens são enviadas, tem-se em mente que elas não precisam ser respondidas em tempo real.

Isso pode ser adotado ao trocar e-mails, conversar por meio de aplicativos de mensagem, como Slack, Teams e WhatsApp, além de ferramentas de gerenciamento de tarefas, como o Trello ou Asana.

Crie vínculo no formato virtual e redes para apoio

No remote first, aquelas típicas interações saudáveis com outros colegas de trabalho não acontecem com frequência, como aquele bate-papo rápido na hora de pegar um cafezinho.

Desta forma, a sua empresa precisa buscar formas de criar conexões virtuais entre os colaboradores, para que eles interajam entre si e se conheçam além do profissional.

E não descarte a ideia de criar encontros profissionais presenciais, como um happy hour para comemorar as conquistas da empresa.

Trabalhe uma cultura de confiança e inclusão

Quando a sua empresa adota o remote first, ela precisa, antes de tudo, mostrar que confiança nos colaboradores para fazer esse processo dar certo.

Então, confie que os seus profissionais realmente são capazes de cumprir as suas tarefas mesmo de longe, gerenciando seu próprio tempo e rotina.

Não os sufoque exigindo que eles provem a todo momento que realmente estão trabalhando ou com ferramentas que controlam cada clique que eles dão na tela.

Como a Office Total pode te ajudar a implementar o remote first!

Como você viu até agora, o remote first tem como base dar mais liberdade e flexibilidade para o colaborador exercer as suas funções, assim como o aluguel de equipamentos.

Isso porque, ao alugar equipamentos para o seu time trabalhar de forma remota, você amplia as oportunidades deles prestarem serviço com as melhores máquinas e últimas tecnologias.

Logo, o trabalho flexível é entregue com mais qualidade e eficiência, pois ele terá em mãos equipamentos de última geração.

Quer implementar o remote first e o aluguel de equipamentos em sua empresa? Então conheça os serviços da Office Total.

Conclusão

jobs officeless

Como você viu ao longo deste artigo, depois da pandemia, 66,3% dos profissionais brasileiros afirmaram em pesquisa que preferem trabalhos que os permitam executar suas funções a distância.

Com isso, o remote first pode ser visto como uma opção para as empresas, pois se trata de um modelo de trabalho em que as organizações dão preferência ao trabalho remoto, mesmo tendo uma sede física em que os colaboradores são livres para irem trabalhar.

Ou seja, na prática, o trabalho remoto é a principal opção de trabalho aos profissionais de uma determinada organização, mas, caso eles prefiram, podem seguir exercendo as suas tarefas no escritório físico da empresa.

E as vantagens desse tipo de trabalho vão desde o aumento na produtividade do time, redução de gastos da empresa, como com vale transporte, luz, água, aluguel, internet, até melhoria na retenção de talentos e recrutamento mais amplo, permitindo que você contrate profissionais de todo o país.

Por fim, para esse formato de trabalho ser executado da melhor maneira possível por seus profissionais, a nossa dica é que você una o remote first ao aluguel de equipamentos, pois assim você economiza mais como organização e também deixa a disposição do seu time as melhores tecnologias para que eles exerçam as suas funções.

Iniciar chat
Fale com um especialista!