A atualização de um parque tecnológico possibilita que sua empresa usufrua do melhor de seus colaboradores e ganhe destaque no mercado.

Para saber como fazer a gestão e atualização do seu parque tecnológico, separamos esse artigo completo, com ideias que você pode colocar em prática ainda hoje!

Aqui você conhecerá mais sobre os desafios, benefícios e muito mais do que envolve um parque tecnológico! Vamos lá?

O que é um parque tecnológico em TI?

Como fazer a gestão e atualização de Parque Tecnológico em TI

Ao falarmos de parque tecnológico em TI, é comum que as pessoas logo o associem ao Vale do Silício, na Califórnia (EUA). Mas a verdade é que esse conceito está presente em praticamente todas as empresas – de pequenas a grandes.

Isso porque o parque tecnológico, também conhecido como parque computacional, diz respeito a toda estrutura de TI que uma empresa tem em suas mãos.

Ou seja, desde notebooks e computadores até impressoras, monitores, servidores e qualquer outra solução tecnológica.

Além da estrutura física, entram no conceito de parque tecnológico as estruturas virtuais também, como os softwares e soluções de rede (exemplo: armazenamento na nuvem).

Agora a ideia de parque tecnológico está ficando mais clara para você?

Como o funcionamento de praticamente todas as empresas hoje em dia dependem de um parque tecnológico, é preciso o atualizar regularmente, para que a organização se desenvolva e se eleve no mercado.

E todo investimento feito em atualização do parque tecnológico deve levar em conta os objetivos do negócio, além da otimização de processos e aumento da produtividade dos colaboradores.

Ou seja, um parque tecnológico bem estruturado é capaz de melhorar toda operação da empresa, a expandir no mercado, impactar positivamente o cliente final e o desempenho de quem a faz acontecer!

Quais são os desafios para gestão de parque de TI?

O primeiro grande desafio que diz respeito à gestão de parque de TI de uma empresa envolve o monitoramento de toda a infraestrutura, para medir seu ciclo de vida e possíveis falhas.

É com um monitoramento constante que são tomadas decisões como troca e compra de novos equipamentos e se esse investimento irá mesmo otimizar os recursos do setor.

Outro desafio está relacionado à adaptação às novas soluções tecnológicas que surgem no mercado, pois a cada atualização, a área de TI passa por exigências e demandas novas também.

Por fim, a gestão do parque de TI também está atrelada à gestão de pessoas que dependem dos ativos para trabalhar.

Atualmente é comum que colaboradores usem seus celulares para realizar atividades da empresa, algo que pode colocar em risco os dados do negócio e também de clientes.

Então, surge o impasse de como fazer esse monitoramento quando é usado um aparelho do colaborador? Qual a solução mais viável para essa situação?

Bom, como você viu, a gestão de um parque tecnológico vai além de gerenciar equipamentos, envolvendo também o gerenciamento de pessoas.

04 Consequências de um parque tecnológico desatualizado

Agora você já sabe o que é um parque tecnológico e alguns pontos desafiadores de sua gestão.

O manter desatualizado gera algumas consequências negativas que abaixo nós explicamos quais são elas. Confira: 

1. Custos de manutenção elevados

Quando uma máquina (ou pior, várias) começa a apresentar sinais de desgaste, se dá início a uma jornada de investimento em manutenção de computadores e dispositivos.

Quando ela já está no fim de sua vida útil, é provável que os gastos com manutenções sejam ainda maiores, pois as falhas voltarão a acontecer em breve.

Nessas horas, é preciso dar o braço a torcer e parar de insistir em uma tecnologia ultrapassada para substituí-la por um equipamento novo.

2. Perda de produtividade

Quando os equipamentos começam a apresentar sinais de mau funcionamento, o primeiro reflexo é na produtividade dos colaboradores.

Isso porque as entregas diminuem, atrasam e nem sempre são feitas com a qualidade esperada.

Afinal, trabalhar com equipamentos antigos e desatualizados desmotiva qualquer um, concorda?

3. Problemas operacionais

Quando um aparelho começa a apresentar falhas, é comum que se imagine que a culpa é de quem o usa.

Mas se o seu parque tecnológico está desatualizado, provavelmente as falhas estejam acontecendo por problemas operacionais.

E quando esses problemas começam a dar o ar da graça, é um sinal de que o parque tecnológico do negócio precisa ser atualizado.

4. Interrupção dos trabalhos

De mãos dadas com a perda de produtividade, anda a interrupção dos trabalhos por conta de um parque tecnológico desatualizado.

Nesse caso, um exemplo comum é a dificuldade em acessar servidores e até mesmo a internet.

Essas situações com certeza interrompem diretamente o trabalho de toda uma equipe, afetando a prestação de serviço ao cliente final e comprometendo a segurança da informação do seu negócio.

06 Benefícios da atualização de parque nas empresas

Como fazer a gestão e atualização de Parque Tecnológico em TI

Sabendo das consequências de um parque tecnológico desatualizado, agora é hora de ficar por dentro dos benefícios que ele pode apresentar à sua empresa ao se manter atualizado. Confira: 

1. Resolver problemas de lentidão

Conforme as novas tendências tecnológicas surgem, as atualizações de softwares e hardwares vem junto.

E são essas atualizações que garantem que uma máquina não irá ficar lenta.

Lembrando que a lentidão afeta diretamente a capacidade de entrega dos colaboradores, que podem atrasar projetos ou até mesmo perder prazos.

Além do mais, máquinas lentas irritam os colaboradores e os deixam insatisfeitos tanto com seus próprios desempenhos quanto com a gestão da empresa que não ajuda nesse problema.

2. Garantir segurança da informação

Com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) em vigor e fiscalizando empresas, garantir a segurança dos dados que seu negócio mantém é fundamental.

Todos os computadores, dispositivos móveis e servidores que guardam dados precisam estar atualizados e seguros.

O roubo dessas informações traz diversos impactos negativos para a empresa, indo desde o financeiro (a multa da LGPD pode chegar a cinquenta milhões de reais), além da reputação (a LGPD tem o direito de tornar pública a perda de dados de qualquer empresa).

3. Diminuir custos com reparos

Troca de peças, formatações corriqueiras e outros tipos de consertos são algumas manutenções que máquinas mais antigas exigem constantemente.

Tudo isso gera custos ao setor que não são vistos como investimentos, apenas como tapa buracos que não melhoram a qualidade dos equipamentos.

Atualizar o parque tecnológico com novas máquinas, sistemas e softwares geralmente é uma solução mais assertiva para o negócio, que traz mais resultados a longo prazo.

4. Manter seu negócio competitivo no mercado

Um parque tecnológico desatualizado dificilmente elevará a produtividade dos colaboradores e também os status da empresa.

Já uma tecnologia de ponta consegue agir como parceria de sua empresa, permitindo que todas as atividades sejam entregues com maestria.

Afinal, seu impacto é direto no aumento da produtividade de colaboradores, logo, nos resultados finais, tanto financeiros quanto de satisfação do cliente.

5. Otimiza o tempo de trabalho

Uma estrutura mais adequada de TI permite que todos os equipamentos funcionem melhor, logo, que todos os processos fluam tranquilamente.

O resultado é uma equipe que consegue otimizar o tempo de atendimento de todas as demandas.

6. Menos imprevistos

A queda de servidores, lentidão de máquina, ineficiência de banda e problemas com a internet são alguns imprevistos que costumam surgir com um parque tecnológico desatualizado.

Mas ao atualizá-lo, a segurança em todas as etapas do processo se torna certeira, logo, os registros de imprevistos diminuem.

Como fazer a atualização de parque tecnológico?

Gostou de conhecer os benefícios de manter o parque tecnológico atualizado? Então confira abaixo quais são as etapas para fazer essa atualização na prática.

1. Diagnóstico do cenário

O diagnóstico do cenário exige um mapeamento de todas as ferramentas usadas e equipamentos presentes em sua empresa.

Aqui você irá considerar:

  • Quais máquinas estão defasadas;
  • Quais setores mais necessitam da tecnologia;
  • Quais processos podem ser automatizados.

Isso torna mais fácil identificar quais trocas de computadores devem ser feitas, quais máquinas são antigas e precisam ir embora, além de softwares que poderão ser implementados.

2. Planejamento 

Ao fazer o planejamento, ele precisa considerar a estratégia do negócio e suprir as diretrizes da organização.

Assim, para fazer um planejamento mais certeiro, deve-se considerar itens como:

  • Infraestrutura;
  • Hardwares;
  • Softwares;
  • Sistemas operacionais;
  • Equipamentos de rede;
  • Comunicação;
  • Processos executados.

3. Orçamento

Para fazer um orçamento de bons equipamentos, deve-se considerar em primeiro lugar a realidade do seu negócio.

Limitar um valor a ser gasto com novas tecnologias evitará que você extrapole com seu caixa.

E lembre-se que quando falamos em tecnologia, é preciso mensurar além do preço e avaliar também os benefícios e vida útil dos equipamentos.

Ao buscar por fornecedores, considere sempre a reputação, satisfação de clientes, condições de pagamento, suporte localizado no Brasil e as políticas de troca e devoluções.

Aqui, a locação de equipamentos pode ser uma solução melhor do que a compra.

4. Avaliação da vida útil do novo parque de TI

Como você sabe, os equipamentos tecnológicos costumam ter prazo de validade.

Então, ao fazer suas escolhas, pense sempre na utilidade de uma máquina a longo prazo em seu negócio.

Considere qual será a aplicação de um equipamento de TI dentro de seu empreendimento e um prazo para modernizar a estrutura novamente.

Outsourcing de TI x Parque Computacional: por que terceirizar?

Ao terceirizar seu parque tecnológico, seu primeiro e maior benefício diz respeito a se manter atualizado das novidades de mercado com alguém fazendo por você.

Além disso, se seu empreendimento crescer ou precisar de mais equipamentos para projetos pontuais, seu parceiro de TI tornará mais fácil a ampliação do seu parque tecnológico.

No mais, um parque tecnológico terceirizado te fará a entrega, montagem e instalação das máquinas contratadas, além de substituir peças de forma rápida e sempre que for necessário. 

O resultado da contratação desse serviço permite que você pague de acordo com a demanda utilizada e economize seu tempo pensando em infraestrutura de TI e foque no ponto principal de sua empresa.

Office Total: soluções completas para Outsourcing de TI

Como você viu ao longo desse artigo, um parque tecnológico atualizado depende de equipamentos de TI de qualidade, o que engloba boas marcas e modelos, mas também um bom custo benefício.

Ao deixar que a Office Total cuide desses aspectos para você, o parque tecnológico de seu negócio fica por dentro das melhores tecnologias disponíveis hoje no mercado.

O resultado é uma operação eficiente e que alcança todas as metas estipuladas, graças a uma estrutura moderna e adequada.

Conheça as soluções OT para outsourcing de TI por assinatura

Iniciar chat
Fale com um especialista!