O monitoramento de rede e infraestrutura na TI se refere às estratégias do setor para diminuir e evitar a ocorrência de interrupções dos sistemas, indisponibilidades e falhas que costumam gerar prejuízos.

E por meio dessas estratégias, a TI também consegue garantir a segurança das informações da empresa e que as tarefas de todos sejam desempenhadas com eficácia.

Uma grande responsabilidade, não é mesmo?

E para te ajudar a entender melhor como fazer tudo isso na prática, preparamos esse artigo completo, com várias sugestões e alertas. 

Então, vem com a gente ficar por dentro de tudo sobre monitoramento de rede e de infraestrutura na TI!

O que é o monitoramento de infraestrutura de TI?

Colaboradores com notebooks conectados dão as mãos em sinal de rede

A infraestrutura de TI diz respeito a tudo o que envolve informática em uma organização, ou seja: softwares, hardwares, gestão de dados, segurança da informação e afins.

Então, o monitoramento de rede está relacionado ao inspecionamento de todas essas partes, para evitar problemas nos sistemas e servidores, além de falhas nos serviços da empresa.

Para deixar ainda mais claro o que é o monitoramento de rede, vamos imaginar que uma grande empresa de e-commerce, como o Magazine Luiza, ficou com o seu sistema fora do ar justamente em uma semana de Black Friday, por conta de um erro no sistema.

Esse erro com certeza trará um prejuízo financeiro gigantesco, além de deixar todos da empresa de cabelos em pé, concorda?

Entretanto, é provável que esse isso poderia ter sido evitado caso houvesse um monitoramento de rede constante, que cumpriria o papel de diagnosticar precocemente essa falha e a corrigir, impedindo que se chegasse ao interrompimento das atividades.

Vantagens estratégicas do monitoramento à TI

Em 2020, passamos a viver novas modalidades de trabalho: o home office e o modelo híbrido. 

Inclusive, segundo a pesquisa da FIA Employee Experience (FEEx), 90% das empresas aderiram aos modelos de diferentes formas e começou a despontar no mercado um novo viés de oferta que contemplou equipamentos integrados a serviços de locação de equipamentos de TI como notebooks, desktops, impressoras e até celulares. 

Hoje, após passarmos pelas turbulências da pandemia, no Brasil, o modelo de locação ganhou força e algumas de suas vantagens são: 

  • economia de tempo e de recursos;
  • diminuição de surpresas em relação ao funcionamento do sistema ou rede;
  • processos digitais diários otimizados;
  • aumento na segurança de dados das organizações;
  • mais estabilidade nas conexões e funções das empresas;
  • conhecimento adiantado das deficiências digitais dos sistemas;
  • diminuição dos gastos com manutenções e insumos não programados;
  • redução do tempo de inatividade entre os problemas técnicos que ocorrem e suas soluções.

Quais são os tipos de controle e monitoramento?

Pessoas num escritório usando ferramentas de monitoramento de redes em seus computador

No que diz respeito ao monitoramento de rede e infraestrutura na TI, temos três tipos principais que podem ser executados: o simples, o com agentes e o SNMP. Abaixo, conheça melhor cada um deles.

Simples

Com o monitoramento de rede simples, todo o processo acontece pelo pig, um sinal que monitora um item.

Entretanto, esse é um tipo de monitoramento limitado, pois quando uma informação volta, ela indica que o procedimento foi bem executado, mas essa réplica costuma gerar uma informação com o número 1.

Então, caso o funcionamento em questão sofra algo, a numeração passa a ser 0.

Com agentes

O monitoramento de rede e infraestrutura com agentes parte do conceito de instalar no sistema um agente de software.

Esse agente, por sua vez, fica responsável por coletar métricas comuns, por exemplo: dados de CPU e dados de memória.

Quando customizado, o modelo com agentes pode atender demandas mais específicas de cada empresa.

SNMP

SNMP é a sigla para “Network Management Protocol”, em tradução, “Protocolo Simples de Gerenciamento de Rede”.

Esse tipo de monitoramento de rede e infraestrutura na TI tem uma abordagem com base em uma linguagem comum a diversos sistemas de ativos e operacionais, como o Windows, Java, Virtual Machine e Linux.

Assim, na prática, esse tipo de monitoramento pode acontecer por meio de um gerente, que por sua vez pode consultar ou solicitar alterações.

Então, o agente monitorado costuma gerar alertas e, com esse processo, o primeiro tem o poder de identificar recursos de análise de dados que são oferecidos pelo sistema.

11 melhores práticas e soluções para monitoramento de rede

Pessoas em frente a um monitor de computador rodando um software de monitoramento de rede

Abaixo, listamos as melhores práticas e soluções para monitoramento de rede. Confira!

1. Cloud de Gestão de Ativos de TI

O gerenciamento de ativos de TI, também conhecido como gerenciamento de inventário de TI envolve coleta de informações detalhadas de hardware e software para monitoramento de uso dos equipamentos. 

Um ativo correto auxilia as empresas na utilização assertiva de seus recursos, evitando custos desnecessários e promovendo o melhor aproveitamento de recursos existentes, permitindo que as organizações reduzam os custos operacionais, tendo uma assertividade em relação ao dimensionamento, performance e capacidade, eliminando os riscos na construção de novos projetos de TI.

Em parque instalado no regime de locação, controlar licenças, garantir a segurança de dados, monitoramento, uso e suporte remoto com integridade, são tarefas que demandam tempo da TI e desviam o foco estratégico em negócios.

A solução funciona por meio de um agente residente que faz a coleta dos dados do hardware e software dos equipamentos que são enviados para um servidor em Cloud e disponibilizado imediatamente em um site personalizado para consulta e gerenciamento dos ativos. 

A solução tem custo zero de infraestrutura, acesso via web, escalabilidade e alta disponibilidade.

Além disso, permite

  • Controle de licença de softwares,
  • Segurança,
  • Geolocalização e rastreabilidade,
  • Controles e limites de utilização,
  • Integração Active Directory da Microsoft,
  • Alertas automáticos,
  • Produtividade e economia no suporte,
  • análise de performance,
  • Acesso remoto,
  • Proteção de dados,
  • Entre outros benefícios de uma solução completa com alto custo x benefício.

2. Geolocalização e Rastreabilidade

Através de know-how proprietário, todos os equipamentos terão sua localização física registrada para serem consultados via Google Maps e disponíveis para consulta desde os últimos seis meses. 

Para Smartphones e Tabletes a Geolocalização permite o rastreio permanente desde os últimos seis meses e ainda pode ser definido umas ou mais Cercas Eletrônicas para controle de perímetro de utilização do equipamento de quem utiliza. 

Por meio do Google Maps será mostrado graficamente todo o trajeto e os quilômetros percorridos. Recurso ideal para uso de profissionais externos (técnicos de campo, comerciais, representantes, entregadores etc.).

3. Cerca Eletrônica

É possível criar Cercas ilimitadas e múltiplas localizações, sempre que um equipamento sair ou entrar dos perímetros definidos, um Alerta será registrado e enviado por e-mail para um responsável, permitindo um controle total sobre as movimentações de todos equipamentos.

4. Análise de Performance

A análise de performance de todos os equipamentos, mostra o consumo de CPU, memória e disco, sendo que CPU e memória serão mostrados a média dos últimos 3 meses, consumo diário e semanal. Também são mostradas a “Saúde do Disco” e a temperatura dos últimos 7 dias da CPU.

5. Capacity Planning

O Capacity Planning com gráficos detalhados, aponta a tendência de utilização de CPU, memória e disco de todos os equipamentos, baseado no histórico de utilização dos últimos 6 meses, permitindo gerenciamento pró-ativo do seu ambiente.

6. Análise para Mobiles

Apresenta o consumo de CPU, memória e disco e também tráfego de dados, separando os dados que utilizam sua conta de Internet e WI-FI, além dos Apps que consomem mais dados, bem como sua última utilização, facilitando a deleção dos Apps que não são utilizados.

7. Controle de Licenças de Softwares

São apontadas a utilização das licenças identificando os irregulares e as compradas e não utilizadas. Será possível controlar o vencimento e os custos de todas as licenças e identificação das licenças instaladas e não utilizadas (Sw Metering), permitindo o remanejamento ou desinstalação, otimizando os custos. 

Softwares e Apps não autorizados também são identificados, contribuindo para a otimização e melhoria da produtividade dos usuários.

8. Active Directory Microsoft

A fim de permitir uma administração eficaz, todos os registros do AD Microsoft podem ser acessados e mostrados a partir de requisitos de Status (ativos, inativos, bloqueados e desabilitados, domínio, login name, se tem permissão de administrador, último acesso, última troca de senha, data de expiração de senha).

Sob o aspecto de segurança, são informações fundamentais em tempo hábil.

9. Alertas Automáticos

Alertas automáticos podem ser configurados por email para envio assim que as alterações consideradas críticas ocorrerem, tais como: alterações de hw, instalação ou desinstalação de sw, limites da cerca eletrônica, equipamento lentos, vencimento de garantias, instalação de softwares ou Apps proibidos.

10. Saúde dos Discos (SMART)

S.M.A.R.T. (Self-Monitoring, Analysis, and Reporting Technology), é um sistema de monitoramento incluído em dispositivos de discos rígidos (HDDs) e dispositivos de estado sólido (SSDs) que detecta e relata sobre vários indicadores de confiabilidade da unidade, com o intuito de permitir a antecipação de falhas de hardware. 

Um relatório específico (R21 – Saúde dos Discos) mostra como está a saúde de todos os discos da sua empresa, apontando o número de horas ligado, temperatura e bad blocks.

** Um disco SSD tem uma vida útil de 22 anos!!!

** IDE e SATA tem uma vida útil de 5 anos!!!

11. Discovery de Dispositivos de Rede

Com esse recurso serão identificados todos os equipamentos que tenham algum IP na sua rede, assim equipamentos como; roteadores, impressoras, scanners, telefones IPs, são mostrados e podem ser classificados e enviados para o cadastro de periféricos.

Alugue notebooks, desktops e tablets para a sua empresa e garanta mais segurança e eficiência às redes e infraestrutura de TI do seu negócio. 

Iniciar chat
Fale com um especialista!