Cada vez mais os gestores têm se preocupado com o planejamento estratégico de TI dentro das empresas. A era da transformação digital fez com que os recursos e as demandas relacionadas a área de tecnologia ganhassem bastante destaque em organizações dos mais variados segmentos.

Para se manter por dentro das tendências e não ficar para trás, a atuação do departamento de TI deve ser analisada e otimizada sempre. E é nesse ponto que o planejamento estratégico faz toda a diferença, indicando as correções necessárias para garantir os melhores resultados possíveis.

Confira o nosso artigo exclusivo e saiba como um bom planejamento faz toda a diferença para a rotina do departamento de TI!

Vamos lá?

O que é um planejamento estratégico de TI?

O planejamento estratégico de TI é a base para que o trabalho da área de tecnologia da informação flua de maneira mais estratégica e organizada. Também chamado de PETI, ele deve ser registrado em um documento para que possa ser consultado e avaliado sempre que necessário.

O que é imprescindível para o plano? Não deixe de colocar a estruturação dos ativos de tecnologia, os direcionamentos das atividades e os objetivos a serem atingidos. Isso mostra como a iniciativa está diretamente ligada aos próprios valores da companhia, o que torna a integração de tais práticas aos processos da empresa mais fácil.

Quando esse tipo de cuidado não é tomado, a atuação do departamento de TI fica defasado e incapaz de atender às necessidades do negócio. Nesses casos, normalmente os profissionais do setor precisam focar em atividades de caráter mais reativo (resolução de problemas), ao invés de colocarem em prática projetos que realmente podem fazer o negócio crescer e se destacar.

Por isso, é importante que o modelo seja constantemente colocado à prova e analisado com muita atenção para que ele seja eficiente e consiga desempenhar no maior nível de operacional possível.

Como realizar um bom planejamento estratégico de TI?

Como você deve ter notado, realizar um planejamento estratégico de TI adaptado ao perfil da empresa nem sempre é uma tarefa simples. É preciso que tanto aqueles que contam com conhecimento técnico da área quanto os que ocupam os cargos mais estratégicos da empresa trabalhem juntos para que as definições façam a diferença de maneira positiva.

Abaixo, você confere alguns passos importantes que ajudam a orientar esse desenvolvimento de forma integrada à visão da empresa e às expectativas de seus clientes. A partir deles, será mais fácil obter resultados positivos com o planejamento estratégico de TI, vamos lá?

1.   Tenha uma estratégia de negócios

Antes mesmo de pensar em como seu departamento de Tecnologia da Informação irá atuar, é necessário que a companhia como um todo tenha sua estratégia de negócios bem definida. Como adiantamos anteriormente, a visão e os valores da empresa devem andar lado a lado para se construir uma estratégia de TI eficiente.

Esse tipo de preparação garante que as diretrizes estabelecidas serão coerentes com as metas e a cultura organizacional; portanto, as boas práticas de TI poderão ser incorporadas pelos colaboradores mais facilmente.

2.   Defina metas de TI

Em paralelo com os objetivos da empresa, o departamento de TI também deve atuar com metas próprias. Elas são estabelecidas de acordo com as demandas do negócio, podendo ser relacionadas a transformação digital, otimização de processos, aumento da segurança de dados, redução de custos, entre outras.

Para isso, vale também definir objetivos de curto, médio e longo prazo. Isso faz com que a equipe se mantenha motivada ao visualizar o resultado concreto de suas atividades no dia a dia.

3.   Identifique as soluções possíveis

A esse ponto, o gestor já terá melhores condições de saber quais são os principais desafios que a sua equipe de TI deverá enfrentar. E é com base nisso que se pode também identificar as soluções mais adequadas para que o setor tenha um bom desempenho.

Esse trabalho de mapeamento deve abranger todos os recursos tecnológicos disponíveis no mercado, como o outsourcing de equipamentos, o que facilita chegar às melhores alternativas para cada caso.

Junto com a capacidade de otimização das atividades, também é importante considerar fatores como a reputação dos fornecedores, as condições de cada serviço e seu impacto financeiro.

4.   Tenha um plano de execução

Com a estratégia e as soluções definidas, chega o momento de tirar o planejamento do papel e colocá-lo em prática. Por isso, cada colaborador deve ter plena consciência da sua importância nesse processo e estar familiarizado com a política que a empresa seguirá.

Para acompanhar os seus resultados, os indicadores de performance servem como uma importante referência. Então, basear as análises nos seus resultados ao longo do tempo ajuda a descobrir se os resultados esperados estão de fato surgindo.

Quais as principais vantagens que um bom planejamento estratégico de TI gera?

É fácil entender os motivos que fizeram o planejamento ter ganhado relevância nas empresas quando analisamos os benefícios que ele pode gerar. Além de aumentar a produtividade do setor, existem outras vantagens que fazem a iniciativa valer a pena.

A aplicação de soluções mais modernas permite que a empresa elimine processos engessados, reduzindo também burocracias e atrasos no atendimento das demandas. Com procedimentos mais simples e acessíveis, os profissionais executam suas atividades de forma mais rápida e com baixo índice de erros, seja no desenvolvimento de sistemas personalizados ou no atendimento a uma chamada de suporte técnico.

Outro benefício importante é o aumento na segurança das informações relevantes para a organização. Com o estabelecimento de padrões a serem seguidos, é possível diminuir as eventuais vulnerabilidades que poderiam colocar os dados da empresa ou de clientes em risco.

No final das contas, além de uma atuação objetiva e otimizada, um bom planejamento de TI proporciona também uma redução nos custos operacionais. Resolvendo as demandas da área de forma mais rápida e diminuindo o uso de recursos desnecessários, os benefícios chegarão ao departamento financeiro, que terá melhores condições para garantir a continuidade saudável do negócio.

É claro que tudo isso passa diretamente pela infraestrutura que a empresa dispõe para colocar seu planejamento em prática. Então, que tal continuar conosco e aprender mais sobre a gestão e atualização de parque tecnológico em TI?

Vem com a gente!

Iniciar chat
Fale com um especialista!