A tecnologia tem sido uma importante aliada do universo corporativo e cada vez mais dependemos dela nas organizações. Por conta disso, situações fora do planejamento podem ocorrer com frequência, uma delas é o downtime que, nada mais é do que a inatividade de parte ou toda a infraestrutura de TI, podendo causar dores de cabeça para empresas dos mais variados segmentos.  Neste artigo você vai saber quais são as principais causas dessa instabilidade e quais as soluções que podem ser tomadas para evitá-la.  Vamos à leitura?

04 principais causas para o Downtime: 

Falta de Redundância: A redundância de TI garante que a utilização de serviços não seja interrompida e é conhecida também como SPOOFs que são pontos únicos de falha em uma infraestrutura e, quando são interrompidos ocasionam downtimes. 

Monitoramento em falta: O monitoramento adequado deve ser realizado com frequência, dessa forma é possível encontrar as causas que contribuíram para que este problema acontecesse, assim como também a “raiz” da situação. 

Falta de planejamento: Há casos em que é preciso fazer mudanças na infraestrutura e para isso, tudo deve ser bem planejado para evitar quedas repentinas e inatividade. Fazer um plano onde se verifica os impactos que a mudança pode causar é essencial e faz com que seu time tenha maior segurança para fazê-la. Em caso de mal planejamento, quedas de sistema, paralizações na produção e inatividades podem acontecer.

 Alta demanda em equipes enxutas: Quando se tem um time de tecnologia enxuto e uma alta demanda de trabalho, muitas tarefas podem ficar em segundo plano. É importante que a equipe esteja conseguindo realizar o suporte adequado e estarem focados na operação, evitando o Downtime.

 E o que o Downtime pode causar nas organizações?

  • Sistemas fora do ar: Causam perda no faturamento no em lojas virtuais ou em estabelecimentos físicos sem acesso ao sistema de venda; 
  • Complicações na imagem da empresa; 
  • Perda da produtividade das equipes; 
  • Aumento nas reclamações de clientes e usuários; 
  • Perda de dados importantes da organização
  • Comprometimento da segurança da informação. 

Mas afinal, como evitar o Downtime? Como garantir uma gestão cada vez mais eficiente para a empresa e cumprir com o papel de TI com excelência e eficiência?

  • Tenha um bom planejamento e gestão de TI;
  • Monitoramento adequado e frequente;
  • Manutenção preventiva;
  • Backup em nuvem para preservar os dados;
  • Equipamentos atualizados;
  • Equipe qualificada e com ampla expertise para agilidade e eficiência no dia a dia.

Existem duas alternativas para essa palavra não ser mais temida e desaparecer do seu caminho:

  1. Terceirizar o trabalho com uma empresa de vasta expertise com um escopo de atendimento e suporte bem detalhado e completo, garantido os prazos em todas as funções sem precisar se preocupar com a rotina e controle.
  2. Construir uma equipe de TI com senioridade na função, cabendo ao gestor a responsabilidade de governança e controle diário para garantir a excelência.

A terceirização com uma empresa de confiança tem sido a escolha da maioria das empresas. Contratando um fornecedor parceiro seu time de TI foca na core business da companhia e nas estratégias tendo a tranquilidade de que toda a infra está sendo bem desempenha.

Na Office Total temos soluções e combos específicos para atender às mais distintas necessidades das companhias. As soluções foram criadas exclusivamente para nossos clientes que nunca mais ouviram falar de Downtime!

Quer conhecer mais sobre nossa solução? Fale com nossos especialistas!